Omiri

Portugal

Omiri é um dos mais originais projectos de reinvenção da música tradicional portuguesa.

Para reinventar a tradição, nada melhor que trazer para o próprio espectáculo os verdadeiros intervenientes da nossa cultura: músicos e sons de todo o país a tocar e a cantar como se fizessem parte de um mesmo universo. Não em carne e osso mas em som e imagem, com recolhas transformadas e manipuladas em tempo real, servindo de base para a composição e improvisação musical de Vasco Ribeiro Casais.

Também se propõe um baile onde todos os temas tocados são dançáveis, segundo o ritmo e o balanço das danças tradicionais e não só (Repasseados, Drum n’bass, Malhões, Viras, Break Beat, Corridinhos…).

Omiri é, acima de tudo, remix, a cultura do século XXI, ao misturar num só espectáculo práticas musicais já esquecidas, tornando-as permeáveis e acessíveis à cultura dos nossos dias, isto é, sincronizando formas e músicas da nossa tradição rural com a linguagem da cultura urbana.

Em Omiri a música e cultura portuguesa é rica e gosta de si própria.

Vasco Ribeiro Casais: Manipulação de video em tempo real, programações, Cavaquinho, Nyckelharpa, Bouzouki costumizado, Gaitas-de-fole Portuguesas.

“For some years now, Vasco Ribeiro Casais has built a well-earned reputation for being one of the most original and exciting musicians to pick up on the Portuguese traditional rhythms and smash them against other European folk forms alongside is sober use of electronics. His project OMIRI remains a facisnating demonstration on how to do this.(…)” 
in Songlines

OMIRI´s “Baile Electrónico” was Listed in the Best Albums of 2017 in the World Music Charts Europe – wmce.de

2019

2º Dia, sábado 27 de Julho