Morgane Ji

Oriunda da Ilha da Reunião, quando Morgane Ji sobe ao palco assume todas as imagens que associamos a esse pedaço de terra perdido no meio do Índico, a distância, o exotismo, a mestiçagem, o misticismo… No entanto a Rainha Crioula (assim apelidada pela imprensa britânica), é dona de uma voz única, profunda e sensual, animal e guerreira que aborda os temas de uma forma pouco convencional. O seu banjo cria um universo fantástico e de cumplicidade com o público um mundo de sonoridades cruas com samples hipnóticos que a tornaram para muitos como uma intérprete fenómeno.

2018

1º Dia, sexta 27 de Julho