Kalakan & Luís Peixoto

Melhor Álbum Folk do Ano com o disco Assembly Point de 2011

Os Kalakan são um grupo de três cantores e percussionistas – Pierre, Xan e Jamixel – que se servem da sua raiz basca para compor em Euskara.

Apostando na simplicidade, na elegância da comunicação com o seu público, os Kalakan transportam emoções para a música que produzem e raramente deixam aqueles com quem se cruzam indiferentes.
Assim aconteceu no encontro entre o Bolero e a Txalaparta que veio de Maurice Ravel, responsável pelos arranjos para Katia e Marielle Labèque, famosas pianistas, que envolveram dois txalapartari para gravar uma versão para dois pianos e percussões bascas do famoso Boléro. O percurso que se seguiu foi o início de uma bela aventura humana e artística. Katia e Marielle ligaram-se à sua infância passada no País Basco e Kalakan nasceu e floresceu ao lado das suas madrinhas.

Graças a Katia e Marielle, o trio conheceu mais tarde Madonna na costa basca. Depois de cantar para o seu aniversário, foram convidados para a tour da diva em 2012. Uma intensa aventura que colocou os olhares da imprensa internacional em cima da formação.

Luís Peixoto, por sua vez, nasceu em Coimbra e após vários estudos feitos em flauta de bisel e guitarra clássica decidiu dedicar-se em exclusivo à música.

Conta com vários primeiros lugares discográficos internacionais como Melhor Composição Original nos Prémios Jumping Bits ’11, e Melhor Álbum Folk do Ano com o disco Assembly Point de 2011, e mais tarde em 2014 com o disco Trim nos XI e XIV Prémios Opinión. No seu currículo de colaborações contam-se nomes sonantes da música ibérica como Sérgio Godinho, Kepa Junkera, Anxo Lorenzo, Ana Bacalhau ou Celina da Piedade, só para citar alguns.

2017

Confirmado.